Blog

Discussões rápidas, resenhas curtas e várias outras coisas que não falamos nos podcasts!

(Disclaimer: a imagem do post veio daqui!)

Chegamos ao final de mais um ano, e possivelmente um dos anos mais conturbados da história. Tivemos muitas coisas fantásticas este ano, mas também passamos por vários momentos tempestuosos. Apesar dos pesares, chegamos ao final de 2016 e vou dizer o seguinte: não importa o quão difícil tenha sido o dia, vocês sempre podem esperar dos Agentes do L.I.V.R.O. pensamentos positivos e muito otimismo!

Para fechar este ano turbulento com chave de ouro, é claro que temos o post tradicional para compararmos estatísticas e, como não poderia deixar de ser, fazer uma listinha bacana de resoluções literárias (lembrando apenas que o post a seguir corresponde apenas às minhas leituras, sem contar as do Thiago).

Continue lendo

(Disclaimer: a imagem do post veio daqui!)

Eu sei, eu sei, ainda estamos devendo a vocês um episódio do podcast relacionado a clichês literários. Mas enquanto não fazemos esse episódio, vamos fazer um pequeno tira-gosto e responder a essa tag bacanuda de clichês criada pela Maria Angélica do canal Vamos Ler!

Obs.: este post pode conter spoilers da série The Stormlight Archive, do Brandon Sanderson.

Continue lendo

(Disclaimer: a imagem do post veio daqui!)

Antes que vocês possam se assustar com o título deste post, não, não vou falar sobre exatamente a mesma coisa que já falamos no podcast sobre Preconceitos Inconscientes (embora o assunto do post tenha muito a ver com o que falamos nesse episódio). Neste post, vou falar sobre preconceitos que temos com relação ao mundo literário e a maneira como julgamos outros leitores. O que me deu vontade de conversar a respeito foi o vídeo que a Mayra do canal All About That Book gravou há um tempão, em que ela menciona que ela mesma tem vários preconceitos com relação a alguns aspectos do mundo literário, embora ela tenha plena consciência disso e esteja tentando desconstruir os próprios preconceitos.

Continue lendo

Já estamos chegando no final de Novembro, ou seja, a reta final do NaNoWriMo! E já aproveitando a onda, quero falar um pouco do livro que obtive no StoryBundle do NaNoWriMo em 2014: o livro Million Dollar Outlines, do David Farland. Para quem não conhece, David Farland foi um dos mentores de diversos escritores bastante conhecidos hoje em dia (tipo um tal de James Dashner e uma tal de Stephenie Meyer). Ele também é o autor de diversas séries de fantasia, como The Runelords e Ravenspell.

Hotsite
Goodreads
Amazon BR
Nível de dificuldade do livro: fácil/intermediário
Nota: 3 estrelas de 5

Para quem gosta de seguir outlines ou não sabe como criar um antes de começar a escrever sua história, acredito que este seja um norte muito interessante. Neste livro, Farland explica com vários exemplos um pouco sobre como funciona o processo de criação de um outline para uma história, quais são as vantagens e como escrever seu outline de maneira eficiente. Ele não se utiliza de uma linguagem exageradamente técnica, então acredito que novos escritores podem se beneficiar bastante deste livro nesses aspectos.

Eu tenho que dizer, no entanto, que uma das coisas que eu não gostei a respeito dele é que ele realmente foca no aspecto econômico do processo de escrever um livro. Bastante útil para quem quer, de fato, focar em tornar seu livro um best-seller, visto que ele aborda um pouco do por quê alguns livros foram bem sucedidos no mercado. Mas se você é como eu e escreve por hobby, porque gosta da atividade de escrever como um meio de entretenimento, este livro pode soar meio “seco” por vezes. Mesmo assim, acho que dá para tirar bastante informação útil dele.

Infelizmente este livro não foi lançado no Brasil e também não acho que alguma editora esteja de olho nele, visto que ele é relativamente antigo. Ele pode ser comprado pela Amazon, mas eu o achei um pouco caro. Se você está lendo este post em outra época que não a do NaNoWriMo, minha sugestão é aguardar que ele apareça em StoryBundles (ele sempre costuma aparecer em todos) específicos do evento.

E para quem está participando do NaNoWriMo, como vocês estão se saindo? Deixem-nos seus comentários!

Já estamos em Novembro, o que significa que talvez alguns de vocês estejam participando do famigerado NaNoWriMo! Para quem não sabe, NaNoWriMo é o acrônimo para o National Novel Writing Month, que é um evento que acontece todos os anos em Novembro, onde várias pessoas definem o objetivo de escrever um livro/uma história de 50 mil palavras. Muita gente define um valor um pouco menor, enquanto algumas pessoas conseguem facilmente ultrapassar este número. Ano passado eu participei deste evento e, embora não tenha conseguido atingir este objetivo em especial, eu consegui concluir o primeiro draft de uma história. As 50 mil palavras são, para mim, um valor simbólico (embora para cumprir o objetivo do NaNoWriMo no site oficial você precise atingir exatamente este número), o que realmente importa aqui é colocar de fato as suas idéias no papel (ou no computador, o que preferir).

Continue lendo

(Disclaimer: a imagem do post veio daqui!)

Antes de darmos continuidade aos posts de book haul (spoiler: tem pelo menos mais três a caminho!), encontrei esta tag no YouTube da Reagan do PeruseProject e achei que seria interessante responder a ela. Acho que todo leitor também tem uma história a contar, e os livros que moldaram os gostos de uma pessoa dizem muito a respeito dela. Então, ‘bora para a tag!

Continue lendo