Maratona Literária – conclusão

5 de agosto de 2015

E eis que chegamos à conclusão da Maratona Literária de Inverno. Novamente eu li bem menos do que gostaria de ter lido, mas me considero bem-sucedida porque eu li bem mais livros físicos do que estou habituada. Ainda tem MUITA coisa na minha TBR, mas eliminar quatro livros da lista ainda é melhor do que não eliminar nenhum!

Vamos fazer uma pequena retrospectiva da Maratona:

Eu me propus a ler os seguintes livros:

* Livros que não se enquadram em nenhuma das categorias
– The Alloy of Law, por Brandon Sanderson
– A Thousand Pieces of Gold, por Adeline Yen Mah
– Dark Places, por Gillian Flynn
– Armada, por Ernest Cline
* Um livro com figuras ou ilustrações
– The World of Thedas vol. 1, por David Gaider (e outros autores)
* Comece e/ou termine uma série, trilogia ou duologia
– Eragon & Eldest, por Christopher Paolini
* Um livro que alguém escolheu por você
– Crônica de um Vendedor de Sangue, por Yu Hua
* Um livro que já virou ou vai virar uma adaptação cinematográfica
– Perdido em Marte, por Andy Weir
* Um livro com a capa azul
– Outlaws of the Marsh, por Shi Naian
* Um livro do gênero que você menos leu ano passado
– 50 Anos Luz, Câmera, Ação
* Um livro que você ganhou
– The Flight of the Innocents, por Lin Yutang
* Um livro com mais de 400 páginas
– Words of Radiance, por Brandon Sanderson

Dos livros que listei, eu consegui concluir a leitura dos seguintes:
– The Alloy of Law: este aqui eu na verdade concluí durante o esquenta da Maratona, então não sei nem se deveria inclui-lo na contabilidade
– A Thousand Pieces of Gold
– Dark Places: mencionado no capítulo 35
– The World of Thedas vol. 1: farei um review dele muito em breve no blog!
– Crônica de um Vendedor de Sangue
– The Flight of the Innocents
– Armada: fizemos um episódio inteirinho só para este livro. Ele estará disponível dia 10 de Agosto!
– A Dama das Camélias, de Alexandre Dumas Filho: esse livro não estava na minha lista e eu não planejava lê-lo, mas aí eu o vi jogado num cantinho esquecido, sem fazer mal a ninguém. Olhei para os lados, olhei para ele, ele olhou para mim e, no final de contas, acabei lendo o livro numa única sentada.

Da lista de livros propostos, iniciei a leitura dos seguintes:
– Eragon & Eldest
– Perdido em Marte
– 50 Anos Luz, Câmera, Ação
– Words of Radiance

Ao todo, consegui completar 3 desafios, o que, para ser sincera, é bem mais do que eu imaginei que conseguiria. Eu já não tinha muitas esperanças de conseguir concluir a leitura de Eragon e Words of Radiance, visto que ambos têm mais de 900 páginas e a minha média de leitura, sendo otimista, é de 50 páginas por dia. Outlaws of the Marsh, nem se fala. Para concluir a leitura do Romance dos Três Reinos, que tem mais ou menos a mesma quantidade de páginas ao total, eu levei mais de dois meses. Mas aumentar a prioridade dessa série na minha TBR já é um começo e tanto.

Pelas minhas contas, eu li um total de 1461 páginas (sem contar os livros cuja leitura não concluí), o que daria uma média de 50 páginas por dia. Também escutei cerca de 25 horas de audiolivros (o equivalente a cerca de 717 páginas – sem contar Perdido em Marte, que ainda não terminei de escutar). Foi um pouco mais do que eu costumo ler e, considerando que eu não deixei de fazer nenhuma das coisas que eu precisava fazer de fato, estou bem satisfeita com os resultados. Acho até que esse ritmo é relativamente sustentável para levar ao resto do ano. Claro, eu ainda tenho muito trabalho pela frente. Pelo que andei vendo de vídeos de Booktubers e atualizações no Twitter, essa média que eu consegui em um mês tem muita gente que conseguiu em uma semana. Mas acho que, no final de contas, o saldo é positivo.

E vocês? Como foi se saíram na #MLI2015? Deixem-nos seus comentários!

Copyright Agentes do L.I.V.R.O. © 2014-2017