Tag – Livros Opostos

25 de fevereiro de 2015

Já faz um BOM tempo que não posto tags por aqui e… bem, faz tempo que eu não vejo tags que eu tenha achado interessantes para fazer por post, mas tem um que eu vi recentemente no canal Bigode Literário que eu achei interessante fazer por post por ser algo mais visual. Então, vamos lá!

Item 1: O primeiro livro da minha coleção e o último livro comprado.

Eu acho meio tenso chamar a minha biblioteca pessoal de “coleção” porque na prática eu não COLECIONO livros. Mas, enfim, não vou entrar no mérito da questão.

O primeiro livro que eu lembro de ter adquirido por vontade própria com um dos meus primeiros pagamentos de estagiária é o livro O Código da Vinci, do Dan Brown. Eu lembro que na época em que o adquiri, a polêmica religiosa que ele tinha engatilhado ainda estava fortemente ativo.

SAM_1344

O último livro que adquiri foi o livro O Nome do Vento, do Patrick Rothfuss, que ainda vai dar as caras no próximo Book Haul!

SAM_1343

Item 2: Um livro que você pagou barato e um livro que você pagou caro.

Para o livro barato, vou mencionar novamente o livro O Nome do Vento, do Patrick Rothfuss. Tenho até uma historinha para ele: um dia desses eu passei nas Livrarias Cultura depois do trabalho, só para ficar morgando mesmo, porque eu adoro fazer isso. Olhei para este livro e pensei “bem, ele está na minha wishlist, eu acho que tenho algum dinheirinho para comprá-lo sem sair do meu orçamento mensal e… bem, por que não?”. Ele ia sair por R$32,80. Fui até o caixa e, na hora de pagar, o rapaz me avisou que eu tinha alguns pontos para serem resgatados. Resgatei o valor integral e, no final de contas, o livro saiu por R$2,80! Acho que nunca paguei tão pouco por um livro, então acho que foi um bom negócio!

Para o livro mais caro, escolhi o Protocolos Homem de Ferro. Já o mencionei em um post aqui no blog e incluí o preço dele, então nem vou entrar em detalhes a respeito dele!

SAM_1167

Item 3: Um livro com um protagonista homem e um livro com um protagonista mulher.

Protagonista homem: Marley e Eu, do John Grogan. Eu já li o livro e vi o filme e digo que fiquei mais comovida com o livro do que com o filme! O protagonista do livro é o próprio John Grogan.

DSC00225_3

Protagonista mulher: 90-Day Geisha – My time as a Tokyo hostess, da Chelsea Haywood. A protagonista é a própria Chelsea, e neste livro ela conta um pouco sobre a vida como hostess no Japão. Não é o melhor livro que eu li na minha vida, mas é um livro bem interessante.

SAM_1348

Item 4: Um livro que leu bem rápido e um livro que demorou para ler.

Para o livro rápido de ler, escolhi Horseradish – Bitter Truths You Can’t Avoid, do Lemony Snicket, que é praticamente um livro de citações divertidíssimo. Dependendo da sua velocidade de leitura, é possível concluí-lo em menos de uma hora.

SAM_0061

Um livro que eu ainda estou lendo e não concluí o é Journey to the West, do Wu Cheg’en, que conta a história do Macaco Rei, personagem que deu origem a vários outros da cultura pop oriental. Este livro é terrivelmente torturante e está dividido em quatro volumes gigantescos. Para cada livro, eu preciso fazer uma pausa gigantesca antes de ter vontade de continuar a ler a história, mas com um pouco de sorte concluo a leitura desta série ainda este ano!

DSC01853

Item 5: Um livro com uma capa bonita e um livro com uma capa feia.

Eu estou tentando mencionar aqui livros que eu não tenha citado em posts anteriores. Por mim, eu escolheria A Chegada do Shaun Tan como o livro com uma capa bonita, mas como já fiz um post inteiro a respeito dele, vou citar um de que eu pretendo fazer o review num futuro não muito distante: Os Caçadores de Sonhos, do Neil Gaiman, com arte pelo Yoshitaka Amano.

SAM_1349

Já para a capa feia, vou escolher The Manchurian Candidate. Achei a capa macabra com o rosto do Denzel Washington distorcida, metade branca, que não diz muito a respeito do plot (pela capa, eu deduziria que o livro é uma história de terror).

DSC00474_1

Item 6: Um livro brasileiro e um livro internacional.

A Casa, do André Vianco, é um livro que eu gostei MUITO e li numa só sentada. A partir do momento em que você aprende a aceitar o estilo de escrita exageradamente pausado do André Vianco, fica muito mais fácil gostar deste livro. Ao contrário da série de vampiros que ele escreveu, este livro flui muito melhor e o estilo dele funciona muito bem para esta história em especial.

DSC00056

Livro internacional? Praticamente 95% da minha estante é composta de livros internacionais, mas já que eu tenho que citar apenas um, escolhi The Commoner, do John Burnham Schwartz, que conta a história de Haruko, a esposa do Príncipe do Japão. É uma leitura legal para quem se interessa pelos costumes da corte imperial nipônica.

SAM_1350

Item 7: O livro mais fino e o livro mais grosso da sua estante.

O livro mais fino que vou mencionar aqui é um que está na minha estante há ANOS e até agora eu não li. Inclusive, acredito que ele está na minha estante porque foi um dos livros que a minha mãe precisou ler na época de Ensino Médio dela, que é o livro A Dama das Camélias, do Alexandre Dumas Filho. Ele tem apenas 124 páginas, então ele provavelmente vai aparecer em episódios futuros do podcast!

SAM_1351

Já o livro mais grosso é, por enquanto, o último livro da série A Torre Negra do Stephen King, com suas singelas 845 páginas.

DSC01800

Item 8: Um livro de ficção e um livro não-ficção.

Ficção… novamente, sofri um pouco para escolher porque praticamente todos os livros da minha estante são ficção, mas pelo bem da tag, escolhi o livro Chore para o Céu, da Anne Rice. que conta a história de um eunuco. Para quem gosta do estilo de escrita da Anne Rice, super descritivo e cheio de dramas pessoais e pompa, este é um prato cheio.

SAM_1352

Um livro de não-ficção sobre o qual não sei por que diabos ainda não fiz um post no blog é o livro A Marcha do Imperador, do Luc Jacquet com fotos do Jérôme Maison. Este livro é um documentário sobre a vida dos pingüins imperadores, que eu ADORO.

SAM_1354

Item 9: Um livro meloso e um livro de ação/aventura.

Para livro meloso, eu escolhi o livro Lua Nova, da Stephenie Meyer, o segundo livro da saga Crepúsculo. Eu ia colocar o livro Crepúsculo, mas eu o emprestei há um tempo e ele não está comigo no momento.

DSC01803

Para o livro de ação, temos aqui o livro Coraline, do Neil Gaiman, que conta a história de uma menina chamada Coraline, que se muda para uma casa antiga e uma das portas abre para uma parede de tijolos… mas se você abrir a mesma porta em um determinado horário e em uma determinada ocasião, ela abre para um mundo completamente diferente. É uma história bem legal e que vale a pena ser lida.

SAM_1347

Item 10: Um livro que te deixou feliz e um livro que te deixou triste.

Novamente, tive dificuldades em escolher um livro que tenha me deixado feliz visto que eu adoro ler e praticamente todos os livros que eu leio me deixam feliz em algum momento, nem que seja por ter concluído a leitura. Mas como foi necessário escolher um livro para a tag, escolhi The Complete Worst-case Scenario Survival Handbook, do Joshua Piven e do David Borgenicht. Este livro é praticamente um manual que cita diversas situações de perigo, que vão de “ficar acordado durante uma aula chata” até “sobreviver ao ataque de um polvo gigante em alto mar”. Ele é divertido de ler e tem algumas ilustrações engraçadas… mas também tem alguns conselhos bastante úteis (por exemplo: você sabe o que fazer se você resolver lamber um mastro congelado e sua língua ficar presa? Este livro soluciona seu problema!).

SAM_1346

Um livro que me deixou triste é The Zombie Survival Guide, do Max Brooks. Não porque ele conta uma história triste, mas porque ele ficou muito aquém das minhas expectativas. Eu esperava um livro mais bem-humorado e fiquei decepcionada por ver o quanto esse livro se leva a sério, o que acabou tornando a leitura extremamente maçante.

DSC01796

E este foi o post das tags de livros. E você? Quais livros se enquadram nos items mencionados? Deixem-nos seus comentários!

Copyright Agentes do L.I.V.R.O. © 2014-2017