Tag – 10 livros importantes para a sua vida

8 de outubro de 2014

Grande parte do pessoal que usa o Facebook com freqüência deve estar familiarizado com aquelas tags de “10 melhores filmes” ou “10 melhores jogos” etc. Dois de meus amigos me taggearam para responder quais são os meus “10 melhores livros”. Para quem ainda não sabe como a tag funciona, ela pede que você liste 10 livros que influenciaram algum aspecto da sua vida. Bem, eu e o Thiago já falamos sobre nossos 5 livros preferidos até o primeiro semestre de 2014 no episódio 3 do podcast, então inicialmente eu não tinha pensado em fazer esta tag. No entanto, também achei que seria uma boa oportunidade para citar mais 10 livros que eu achei interessantes e que ainda não foram mencionados por aqui.

Eu podia ter respondido direto no Facebook, mas uma das condições da tag do Facebook é que você só mencione o título dos livros, sem pensar muito a respeito e sem explicar sobre ele, coisa que eu acho meio chata. Acho que a graça de fazer recomendações de livros é justamente você fomentar o interesse da pessoa a quem você dirige a palavra. Por isso, neste post eu quero não só citar os 10 livros, como também falar pelo menos um pouco da história e da premissa dos mesmos.

1. Laowai – Histórias de uma Repórter Brasileira na China, Sônia Bridi

DSC01858

Eu mencionei este livro rapidamente no podcast 12, sobre o livro O Que os Chineses Não Comem, mas foi um livro que eu adorei. Nele, Sônia Bridi conta um pouco a respeito da viagem que fez à China, diferenças culturais, costumes, hábitos, tudo isso de maneira super divertida e engraçada. Se você se interessa pela cultura chinesa, este é um prato cheio!

2. Adeus, China – O Último Dançarino de Mao, Li Cunxin

SAM_0137

Eu mencionei este livro no episódio 6, em que falamos de filmes baseados em livros. Ele é uma espécie de relato autobiográfico de Li Cunxin, um rapaz de origem humilde que cresceu na época da Revolução Cultural chinesa e foi escolhido para fazer parte do grupo de dança da madame Mao. O rapaz não tinha um talento que o destacasse em particular, mas tinha uma arma muito mais poderosa: a persistência. Por insistir tanto em se tornar um dançarino melhor, ele acaba sendo escolhido para representar a China em algumas peças de dança dos Estados Unidos. Chegando à terra do Tio Sam, Cunxin se depara com uma cultura absurdamente diferente com a que está habituado: como essas pessoas brancas de olhos grandes conseguem gastar em uma única compra o que uma família chinesa não consegue ganhar em um mês? Por que eles falam mal abertamente do presidente, sem receberem qualquer tipo de punição?

3. A Casa, André Vianco

DSC00056

Eu sempre reclamo do estilo de escrita do André Vianco, mas tenho que dar o braço a torcer para este livro, porque eu simplesmente o adorei. Cheguei à conclusão de que talvez meu único problema com o estilo de escrita do André Vianco é quando ele escreve livros excessivamente longos (como, em minha opinião, foi o caso da série Os Sete). Ele faz um trabalho muito legal com livros stand-alone mais curtos, como Sementes no Gelo e O Senhor da Chuva. O livro A Casa, no entanto, excedeu minhas expectativas. Ele conta a história de quatro pessoas perfeitamente normais, e cada uma delas fez uma decisão da qual se arrependeu profundamente. A decisão que elas fizeram as assombra a cada minuto de suas vidas. Até que, um dia, elas recebem a chance de redimir este erro. Vianco ainda se utiliza de um pouco do elemento sobrenatural, mas os acontecimentos que induzem a história a ele é tão natural que você acaba não se importando com isso. Talvez quem esteja mais inclinado às histórias de lutas de vampiros, anjos e demônios não vá apreciar TANTO essa história, mas olhe, aplaudo o autor de pé por este livro.

4. Superheroes: The Best of Philosophy and Pop Culture, William Irwin

Se você é uma daquelas pessoas incompreendidas pelo universo porque passou dos 20~30 anos e ainda está lendo comics, este livro é exatamente do que você precisa para reforçar seu argumento de que histórias em quadrinhos não são só para crianças! Infelizmente ele está disponível apenas em inglês, mas é um eBook relativamente barato (com sorte, você consegue baixá-lo gratuitamente no seu Kindle). Ele explica um pouco da filosofia por trás do universo dos super-heróis: por que o Batman não mata o Coringa? Se o Superman tem tanto poder, por que ele não dá um “empurrãozinho” na política para que tenhamos paz mundial? Não se preocupe, este livro não se centra apenas nos heróis da DC: você vai encontrar Capitão América, Rorschach e diversos outros heróis numa série de inferências que vão te fazer questionar a moralidade dos quadrinhos atuais.

Bônus: este livro está gratuito na Amazon!

5. On Writing: A Memoir of the Craft, Stephen King

DSC00231_1

Escritores de plantão, este livro foi feito para vocês. Mesclando dicas de como você pode melhorar seu estilo de escrita com a autobiografia de Stephen King, On Writing é uma maneira interessante de melhorar suas habilidades de escrita… e de conhecer um pouco mais a respeito do consagrado autor de Carrie, O Iluminado e muitos outros livros.

6. Smoke and Mirrors, Neil Gaiman

Um excelente livro de short stories. Não chega a ser nenhum Everything’s Eventual, mas contém contos ótimos e marcantes. Se você ainda não conhece bem as obras de Neil Gaiman e ainda está meio temeroso de “mergulhar de cabeça” em algum livro dele, este livro capta muito bem a essência do estilo do autor.

7. Navy SEAL Training: Self Confidence, David Rutherford

Se você é uma daquelas pessoas que precisa de um chute nas ancas para se motivar, este livro é uma escolha, no mínimo, interessante. Ele foi direcionado para a galera que tem como objetivo se tornar membro da elite da marinha norte-americana, mas qualquer um que leia Navy SEAL Training: Self Confidence pode tirar um bom proveito do livro. Ele contém diversos exercícios motivacionais que podem ser úteis não apenas para você recobrar a auto-confiança que talvez tenha perdido por algum motivo ou até mesmo para se organizar melhor no dia-a-dia.

8. Horseradish: Bitter Truths You Can’t Avoid, Lemony Snicket

SAM_0061

Para quem gosta de livros de citações, Horseradish é um dos livros mais engraçados de quotes que eu já li. Do mesmo autor da coleção de 13 livros Desventuras em Série, ele contém diversas frases hilariamente realistas, algumas bonitinhas, algumas que te farão refletir de fato. Ele é bem rápido de ser lido e é o tipo de livro legal de se ler várias vezes.

9. Fortaleza Digital, Dan Brown

Se você curte os livros “pipoca” do Dan Brown, este livro é bem legal. Para variar um pouco, ele é protagonizado uma mulher bela, inteligente e eficaz chamada Susan Fletcher, que trabalha com criptografia em uma empresa de segurança de dados e, certo dia, se depara com um código que ela é incapaz de descriptografar. Isso não seria tão problemático se não fosse por um detalhe: este código indecifrável é tão complexo que seria capaz de causar danos irreparáveis à inteligência norte-americana. Este livro é praticamente meu “guilty pleasure”.

10. Lethal People, John Locke

Por fim, um outro livro ao estilão Dan Brown. Lethal People é o primeiro livro da série de 11 livros chamada Donovan Creed. Da mesma maneira que Fortaleza Digital, Lethal People é um livro pipoca, com um protagonista sarcástico ao estilo Nathan Drake da série de jogos Uncharted. Donovan Creed é um assassino que trabalhou para a CIA e agora precisa investigar um assassinato e localizar o responsável antes que ele seja capaz de atingir sua família.

E quanto a vocês? Também foram taggeados no Facebook? Quais foram suas escolhas? Ou, se não foram taggeados, sintam-se à vontade para nos deixarem seus 10 livros mais marcantes!

  • ly

    Gostei da dica do Lemony Snicket! Acho smoke and mirrors muito legal! E fortaleza digital é um dos melhores do Dan Brown!

  • Paulo Cezar Kawano

    Obrigado por responder a Tag, Mel! Peguei alguns livros da sua lista para ler. =D

    • No prob! Achei que você ia ficar meio p da cara comigo porque não respondi no Facebook, mas achei a oportunidade boa para postar mais dicas de livros, então… 😀

      • Paulo Cezar Kawano

        Por isso? Nunca! hehehe

Copyright Agentes do L.I.V.R.O. © 2014-2017