No episódio de hoje, Melanie e Thiago continuam a jornada do Ka-tet mais amado da literatura!

Contatos

Leitura do mês

As Terras Devastadas

  • Kenichi Edilan

    Este é o segundo episódio que eu paro de ouvir antes da sessão de spoilers, o primeiro foi sobre Stormlight Archive. Excelente episódio como sempre. Eu pretendo ler pelo menos dois ou três livros da Torre Negra este ano, estão como meta de leitura, assim que ler o terceiro volto aqui e escuto essa segunda parte do episódio.
    Essa relação que vocês falaram do Edie com o irmão que já morreu não lembrou a vocês a Vin e o Reen de Mistborn não? Quando vocês falaram me veio isso a minha mente na hora.
    E achei engraçado ver a opinião de vocês sobre este terceiro livro porque eu já ouvi críticas dizendo que este é o livro mais arrastado da série, é bom ter uma opinião diferente.

    • Fala, Edilan!

      Cara, acho que você levantou um ponto ÓTIMO aqui.
      Dá para fazer um paralelo entre o Reen e o Henry? Eu diria o seguinte: o Reen e o Henry são essencialmente opostos. O Henry foi um babaca porque gostava de ser babaca e fazia tudo o que fazia intencionalmente. Ele achava que era injustiçado e que, para compensar, todo mundo tinha que pagar por isso. Nas vezes em que ele tratava mal o Eddie, ele o fazia porque achava que o Eddie devia isso a ele, e isso é inclusive algo que o King faz questão de ressaltar o tempo todo: o Henry no fundo sabia que ele era um perdedor.
      No caso do Reen, ele REALMENTE gostava da Vin. Ele REALMENTE se importava com a Vin. Mas ao mesmo tempo, ele estava constantemente preso a um dilema: ele estava consciente de que eles serem encontrados era um risco constante e que podia acontecer a qualquer hora. Se alguma coisa acontecesse a ele e a Vin tivesse um “breakdown” nesse exato momento, todo o esforço que ele tinha feito até então seria em vão. Ele PRECISAVA que a Vin não gostasse dele e que talvez até mesmo guardasse um ressentimento contra ele para que, no momento da inevitável separação, ela ainda conseguisse sobreviver. É algo que eu e o Thiago até comentamos durante o episódio de Mistborn e mesmo em off: tudo aquilo que o Reen fez com a Vin foi terrível e condenável, mas não tinha outro jeito. Isso é, inclusive, um aspecto muito interessante da construção da Vin como personagem.

      Nunca mencionei isso, mas o Reen é um dos personagens que eu mais gosto de Mistborn, mesmo sendo coadjuvante. Pena que o Brandon Sanderson confirmou que não vai escrever uma história stand-alone sobre ele, mas… vai que ele muda de opinião, né?

      • Kenichi Edilan

        De fato, mas eu falo mais essa parte de o irmão já ter morrido e ainda continuar vivo na consciência da Vin.
        O Reen é um personagem interessante, gostaria de ler alguma história que ele fosse o protagonista. É um personagem que nunca apareceu e que exerce influência, kkkk isso é genial.

Copyright Agentes do L.I.V.R.O. © 2014-2017