[Review] O Poder do Hábito

1 de fevereiro de 2017

Ultimamente tenho lido mais livros do que sou capaz de falar no podcast (a prova disso é a sempre crescente pilha de livros que está se formando no grupo do Goodreads), e vários deles são títulos que eu sinto que não são tão interessantes de se comentar por lá. Ainda assim, são livros sobre os quais eu gostaria de fazer um ou dois breves comentários a respeito, então achei que valia a pena gastar alguns minutinhos para falar sobre eles aqui no blog. Grande parte são livros de não-ficção, abordando temas que estão diretamente relacionados ou tenham a ver com aumento de produtividade ou neurologia em termos gerais. Outros são apenas livros que achei interessantes por algum motivo ou outro. O livro sobre o qual eu quero falar hoje é O Poder do Hábito, do autor Charles Duhigg.

Hotsite
Goodreads
Skoob
Amazon BR
Audible
Livraria Cultura
Nota: 4 estrelas de 5

Eu cheguei a mencionar rapidamente este livro no episódio em que falamos do livro Para Sempre Alice, e é uma pena que eu não comentei mais cedo a respeito dele, porque ele acrescentaria várias informações úteis naquele episódio. Ele é um livro de não-ficção que fala um pouquinho sobre hábitos, só que a um nível um pouco mais neurológico: como eles se formam, por que eles sem mantém, por que é difícil formar novos hábitos e se livrar dos antigos do que substitui-los gradualmente… Ao mesmo tempo, ele não é tão técnico que “pessoas mundanas” sejam incapazes de entender.

Eu tive a sorte de pegar esse livro gratuitamente na Amazon e, embora ele não o esteja mais, acho que ele vale o preço cheio. Eu esperava que esse fosse um livro meio de auto-ajuda, mas ele chega bem perto de ser um livro técnico. Ele não entra em detalhes com relação ao funcionamento do cérebro ou como os hábitos funcionam a um nível de axônios e dendritos, MAS ele explica de um jeito muito claro e muito simples como os hábitos são criados, como eles são inseridos no cotidiano de uma pessoa e de uma sociedade.

O livro também aborda várias assuntos relacionados a temas sociais, entra um pouco na área de negócios, explicando como começa uma revolução, como introduzir um novo produto no mercado, como funciona o treinamento de um time e até mesmo como se dá o funcionamento do cérebro de uma pessoa que tem algum tumor ou até mesmo o mal de Alzheimer e é aí que entra a relação dele com Para Sempre Alice: ele fala um pouco sobre como acontece o armazenamento de informações na cabeça de uma pessoa e por que algumas pessoas com Alzheimer são incapazes de dizer onde fica o banheiro ou a cozinha, mas são perfeitamente capazes de ir até esses lugares fazer o que elas precisam fazer.

Acho que uma crítica bastante comum com relação a esse livro é que ele não entra muito no passo-a-passo, do estilo “melhores práticas para se adquirir hábitos de alimentação mais saudáveis”. Nesses quesitos, acho que ele se assemelha muito mais ao livro Você Não é tão Esperto Quanto Pensa, do David McRaney (que comentamos no episódio 59). Então, se você pensa em adquirir este livro com o propósito de melhorar sua vida e seus hábitos, acredito que existam livros bem melhores com este propósito em especial. Eu escutei audiobooks sobre alguns deles e pretendo postar alguns comentários a respeito deles em breve!

Então, embora esse livro não seja a coisa mais divertida do universo para ler, ele é bem informativo e cheio de curiosidades. Se você quer saber um pouco mais sobre como os hábitos são formados, vale a pena dar uma conferida!

Copyright Agentes do L.I.V.R.O. © 2014-2017