Estatísticas de 2016 e resoluções literárias para 2017

31 de dezembro de 2016

(Disclaimer: a imagem do post veio daqui!)

Chegamos ao final de mais um ano, e possivelmente um dos anos mais conturbados da história. Tivemos muitas coisas fantásticas este ano, mas também passamos por vários momentos tempestuosos. Apesar dos pesares, chegamos ao final de 2016 e vou dizer o seguinte: não importa o quão difícil tenha sido o dia, vocês sempre podem esperar dos Agentes do L.I.V.R.O. pensamentos positivos e muito otimismo!

Para fechar este ano turbulento com chave de ouro, é claro que temos o post tradicional para compararmos estatísticas e, como não poderia deixar de ser, fazer uma listinha bacana de resoluções literárias (lembrando apenas que o post a seguir corresponde apenas às minhas leituras, sem contar as do Thiago).

Ano passado eu li um total de 77 livros, possivelmente a maior quantidade de livros que eu já consegui ler em um ano. É claro, 2015 também foi um ano que eu comecei escutando audiobooks e assim foi até o final. Além disso, eu estava num ritmo ensandecido de leituras. Este ano eu coloquei de meta no Goodreads um número levemente modesto porque tinha várias outras metas pessoais para atingir e resolvi de fato restringir minhas leituras a algo que eu faço mais por hábito e hobby do que qualquer outra coisa (também tivemos o lançamento de Overwatch, então posso jogar parcela da culpa nele). Este ano li um total de 67 livros, sendo 34 audiobooks, 23 eBooks e 10 livros físicos.

De acordo com a minha contabilidade pessoal, li um total de 27049 páginas, contando comics, mangás e releituras, número que eu considero bastante razoável. Eu li vários livros longos e escutei vários audiobooks bem compridos. Também li alguns mangás e comics online, e os estou contabilizando por aqui! Isso daria uma média de 310 páginas por livro mas, novamente, essa conta é bem imprecisa, visto que eu incluí aqui o número de páginas de comics, mangás e audiobooks, mas não os contabilizei como livros propriamente ditos, o que diminuiria a média de páginas consideravelmente.

Lembram que mencionamos que audiobooks são excelentes métodos para ler mais? Este ano resolvi contabilizar o tempo que economizei com translados tediosos e tarefas chatas como limpeza escutando audiobooks. De acordo com minhas contas, eu economizei cerca de 414 horas e 22 minutos com audiobooks, o que seria o equivalente a um pouco mais de 17 dias de leitura! Imagine só: 17 dias lendo sem parar! É este o tempo que os audiobooks me economizaram.

Eu adquiri um total de 78 livros (31 eBooks, 5 livros físicos, 42 audiobooks) e, dentre eles, li um total de 47 (17 eBooks, 4 livros físicos, 26 audiobooks), o que significa que consegui dar uma LEVE diminuída no meu backlog, mas ainda tenho muito trabalho pela frente! Também devolvi 2 audiobooks que não me agradaram e me desfiz de mais de 20 livros e comics que não pretendo mais ler/reler, o que acabou liberando um espaço precioso nas minhas estantes (mas ainda tenho um bom trabalho pela frente!).

Consegui reler apenas 4 livros este ano (sem contar mangás), e abandonei um total de 7 livros, sem peso na consciência. Como eu e o Thiago sempre reforçamos no podcast, não faz muito sentido gastar tanto tempo e esforço com livros que não estão te divertindo.

E quanto às resoluções do ano passado? É, caros amigos, é hora de rever nossos velhos fantasmas e ver o que sobrou da lista…

1. Ler todos os meus livros físicos (número inicial: 14 livros): novamente, falhei com essa tarefa… mas espere aí, eu fiz uma contagem dos meus livros físicos antigos e na verdade eu tenho… 24. Considerando que eu me desfiz de diversos deles, eu acho que alguma coisa em minhas contas está muito estranha. Mas, resumindo, não, não consegui bater essa meta.

2. Manter a mesma média de livros lidos em 2015 (ou ler ainda mais, se possível!): bom, ano passado a minha meta de leitura foram 50 livros e eu consegui ler 77. Este ano minha meta foram 60 livros e eu li 67. É um número um pouco menor, sim, mas ainda está dentro da minha média de livros, então vou dar este item por concluído. Estou bastante satisfeita com esta média de leitura e acho que encontrei minha velocidade ideal.

3. Ler todos os livros já lançados até agora pelo Brandon Sanderson: os livros que eu tinha listado foram os seguintes:
Elantris: lido!
The Emperor’s Soul: lido!
Warbreaker: lido!
Os quatro livros já lançados da série Alcatraz: em progresso! Eu já li os dois primeiros livros da série, estou lendo o terceiro, já tenho o quarto e o quinto eu comprarei assim que começar a ler o quarto. Não se preocupem, vai ter episódio sobre a série Alcatraz em 2017!
Os três livros da série The Wheel of Time: eu honestamente não sei se isso vai acontecer. The Eye of the World é um dos livros cuja leitura eu abandonei porque achei um dos protagonistas insuportável. O ritmo da história também não me agradou, durante o tempo que passei escutando o audiobook senti que cada minuto foi um suplício. A história não estava fluindo para mim e acabei desistindo. Eu sei que vocês têm insistido bastante para eu fazer um pequeno esforço com esse livro, mas eu honestamente não sei se vou conseguir. Eu juro que vou tentar dar mais uma chance, mas não garanto nada.
Os dois livros da série Infinity Blade: esse objetivo não rolou por falta de tempo mesmo. Ambos continuam na minha lista!
Bands of Mourning: lido!
Calamity: lido!

4. Reler todo mês pelo menos um livro que eu tenha gostado: eu tinha em mente reler um livro por mês, mas acabei relendo apenas 4 dele, então esse item acabou ficando de fora também!

5. Limpar o TBR de comics: acreditem, da minha pequena lista de comics a serem lidos, eu devo ter lido UM. Parte da culpa se deve a questões pessoais de falta de tempo, mas o fato continua o mesmo, então também fiquei devendo neste item.

Ufa… esse ano foi tenso! Eu achei que tinha listado metas razoáveis, mas aí algo denominado VIDA acabou se intrometendo. Mesmo assim, acho que estou bastante feliz com o resultado.

Só para manter a saudável tradição por aqui, eis a minha lista de resoluções para 2017:

1. Ler todos os meus livros físicos: não, não desisti desta meta ainda e sim, ela continua sendo ambiciosa! Só para não perdermos o fio da meada, acho interessante listar todos os livros que estão no backlog:
– Factory Girls, da Leslie T. Chang
– A Boa Terra, da Pearl S. Buck
– Os cinco livros da série Tales of the Otori, da Lian Hearn
– A Brief Story of Time e The Universe in a Nutshell, do Stephen Hawking
– Utopia, do Thomas Morus
– The Ancient Ship, do Zhang Wei
– O Ateneu, do Raul Pompéia
– Red Sorghum, do Mo Yan
– Outlaws of the Marsh, do Shi Nai’an
– Dream of the Red Chamber, do Cao Xueqin
– Thinner, do Stephen King
– Insomnia, do Stephen King
– The Stand, do Stephen King
– It, do Stephen King
– The Witching Hour, da Anne Rice
– Merrick, da Anne Rice
– Blood and Gold, da Anne Rice
– Blood Canticle, da Anne Rice
– Tai Pan, do James Clawell
– Anansi Boys, do Neil Gaiman
– A trilogia Senhor dos Anéis, do J.R.R. Tolkien
– A coleção de contos do Hans Christian Andersen
Ou seja, temos uma listinha relativamente longa por aqui. Estou procrastinando estes livros há um bom tempo, hora de mudar a situação!

2. Reler uma série de mangá que eu gostei muito: eu tentei fazer isso em 2016, mas ao mesmo tempo estava tentando manter minhas leituras em dia para ter sobre o que falar no podcast, então isso acabou não se concretizando. Eu já me desfiz dos mangás que não pretendo reler, então só me sobraram aqueles que eu REALMENTE gosto (ou os que eu mantenho para ter referência de desenho).

3. Não comprar livros ou ebooks que eu não vá ler dentro de uma semana: em 2016 eu consegui ser bastante regrada com relação a isso, mas ainda assim acabei adquirindo livros que eu demorei bastante para ler. Por mais que eu goste de livros, eu não acho bacana ficar aumentando meu backlog gratuitamente.

4. Ler mais mulheres: eu estou assustada com o fato de que eu quase não leio obras escritas por mulheres. Este ano eu quero ler mais coisas escritas por autoras mulheres, até mesmo para comparar a maneira como elas retratam as histórias e como os homens o fazem. Também quero ler mais autores de etnias diferentes, conhecer culturas diferentes, talvez até sair um pouco da minha zona de conforto. Afinal de contas, um dos objetivos dos Agentes do L.I.V.R.O. é justamente esse: apresentar a vocês autores diferentes, talvez dos quais vocês ainda não tenham ouvido falar. Variedade é sempre saudável.

5. Manter a média de 60 livros lidos: eu acredito que esse objetivo vai se realizar naturalmente, mas não sei ainda o que o ano de 2017 reserva para mim. É esperar para ver!

E eu acho que com isso podemos finalmente terminar 2016. Já estava na hora, né? Foi um ano tenso, foi um ano conturbado, foi um ano cansativo, mas passou. Estamos prontos para um 2017 cheio de energias positivas, coisas boas e, é claro, muitas leituras.

E vocês? Alguma resolução para o ano que está por vir? Deixem-nos seus comentários!

A todos vocês, caríssmos leitores, ouvintes e amigos, um feliz e próspero ano novo!

Copyright Agentes do L.I.V.R.O. © 2014-2017