Tag: Calhamaços

17 de agosto de 2016

E como já é de praxe, hoje é dia de responder a uma tag! Hoje é a vez da tag Calhamaços, que eu vi pela primeira vez no canal do Paulo Ratz. Tag velhinha, mas que eu estava querendo responder há um tempão. ‘bora para as perguntas!

1. Maior livro da sua estante que já leu

Por ora, o prêmio vai para The Way of Kings, do Brandon Sanderson, com suas singelas 1252 páginas (a versão paperback).

SAM_1643

2. Maior livro da sua estante que não leu

Essa vai para The Stand, do Stephen King, com suas 1141 páginas.

SAM_1644

3. Calhamaço que tem medo de ler

Continuando na mesma linha, fico com It, também do Stephen King, um pequeno monstrinho de 1093 páginas!

SAM_1645

4. Calhamaço que tem fissura para ler

Bom, eu quero ler todos os livros cuja cópia física tenho, mas estou doida para parar de me enrolar para ler The Witching Hour, da Anne Rice, com 1038 páginas (mas considerando que aqui no Brasil o livro saiu em dois volumes…).

SAM_1646

5. Livro grande, capa linda

Essa eu dedico para o maravilhoso hardcover de Words of Radiance, do Brandon Sanderson, com 1087 páginas, que eu ganhei de um grande amigo. A capa dele não é tão bonita quanto a capa francesa, mas gosto bastante da imagem que tem na capa, sob a jaqueta (só de raiva nem dá para ver o desenho na foto (ノಠ益ಠ)ノ彡┻━┻)!

SAM_1647

6. Livro grande, capa feia

Não sou particularmente fã da capa do livro Chronicles of Narnia, do C.S. Lewis, com 767 páginas.

SAM_1648

7. Calhamaço que tem vergonha por estar abandonado na estante

Tirando The Stand? Posso dizer que é Insomnia, do Stephen King, com 672 páginas?

SAM_1649

8. Calhamaço que leu e não lembra quase nada / ou que quer reler

Calhamaço, mas nem tanto. Vou dizer que é Cry to Heaven, da Anne Rice, com 566 páginas. Aliás, faz tempo que não leio nada da Anne Rice, um dia desses preciso reler todos os livros que já li dela!

SAM_1650

9. Último calhamaço que leu

Que eu lembre, foi The Wise Man’s Fear, do Patrick Rothfuss, com 1107 páginas (e muitas marcações). Lembrando apenas que nós já fizemos um episódio a respeito dele, que vocês podem encontrar aqui!

SAM_1651

10. Último calhamaço que abandonou

Só para não repetir livro, vou dar uma trapaceadinha de leve aqui e dizer que é Journey to the West, do Wu Cheng’en. O livro foi dividido em quatro volumes, mas a numeração de páginas é contínua de um livro para o outro, totalizando 2343 páginas de uma história terrivelmente arrastada, mas que eu ainda pretendo terminar de ler só porque é um dos quatro grandes clássicos da China e eu me sinto na obrigação de (eventualmente) ler todos eles!

SAM_1652

11. Livro grande que leu muito rápido

Tem que ser o meu querido e amado volume 7 da série Dark Tower, do Stephen King, esta bela edição de 845 páginas.

SAM_1653

12. Livro grande que leu devagar

Essa fica por conta de A Dance With Dragons, do George R.R. Martin, com 1051 páginas (se não contar o apêndice).

SAM_1654

13. Calhamaço que deixou uma saudade imensa

Seguindo a mesma linha do item 10, digo que é Romance of the Three Kingdoms, do Luo Guanzhong, dividido em quatro volumes mas, colocado num livro só, teria 2339 páginas. Eu o li no momento certo da minha vida e gostaria muito, mas muito de lê-lo novamente.

SAM_1655

14. Calhamaço que te fez chorar

Vários, mas como já mencionei a maioria, fico com The Hero of Ages, do Brandon Sanderson, com 748 páginas.

SAM_1656

15. Próximos calhamaços (a lista de futuras leituras)

Por ora estou lendo meu volume gigante que contém Eragon e Eldest, do Christopher Paolini (não estou com o livro aqui neste exato momento, mas se não me engano essa edição tem 1049 páginas). Mas outro livro que vocês verão muito em breve por aqui é Outlaws of the Marsh, do Luo Guanzhong (também dividido em quatro volumes, totalizando 2148 páginas).

Dois livros que são baita calhamaços mas que eu não vou mostrar por aqui porque não tenho a cópia física são 11/22/63, do Stephen King (o eBook tem cerca de 850 páginas) e 1Q84, do Haruki Murakami, que eu tenho em audiobook (são quase 47 horas de audiobook, que equivalem a cerca de 925 páginas). E, é claro, qualquer calhamaço (ou mesmo conto curtinho) que o Brandon Sanderson lançar já está automaticamente na lista!

Agora, elegantemente, os livros que mencionei no post empilhados lindamente (tá, nem foi):

SAM_1658

E vocês? Quantos calhamaços vocês acumularam para ler? Qual é o maior livro da sua estante? Deixem-nos seus comentários!

  • Timóteo Rezende Potin

    Adoro calhamaços. Quando o livro é bom, quanto maior melhor!

    1 – Words of Radiance. Li em ebook, mas o hardcover tem lá suas 1100 páginas.

    2 – Provavelmente o maior que eu tenho aqui sem ler é o paperback de Russka, do Edward Rutherfurd, que tem lá suas 1010 páginas mais ou menos.

    3 – Não consigo pensar em nenhum livro que eu tenha medo de ler.

    4 – Livro que eu tenho na estante e tenho fissura pra ler (vai ser uma das minhas próximas leituras inclusive) é Mundo Sem Fim, do Ken Follet, com 940 páginas. Maas, se fosse um livro que eu realmente seria fissurado e que eu largaria tudo pra ler se saísse hoje, seriam The Winds of Winter, The Doors of Stone ou Oathbringer.

    5 – Words of Radiance aqui de novo. Só tenho ele em ebook, mas adoro as capas do Michael Whelan e com certeza comprarei os hardcovers um dia. E comprarei a edição em português tb porquê sim.

    6 – Não tenho nenhum livro gigante que eu considero que tenha a capa realmente feia… Mas se eu tiver que responder realmente, não curto muito as capas americanas de The Song of Ice and Fire, especificamente a capa de A Dance With Dragons.

    7 – Que eu tenho vergonha de estar abandonado na estante só pode ser Moby Dick, do Herman Melville, que tem quase 600 páginas. Foi um dos primeiros livros que eu comprei na vida (logo que comecei a comprar os livros que lia) e até hoje não tive coragem de passar da página 70…

    8 – Preciso reler urgentemente O Nome do Vento e O Temor do Sábio, do Patrick Rothfuss.

    9 – O último que eu li foi The Dragon Reborn, livro 3 da Roda do Tempo, do Robert Jordan. Li em ebook mas o livro físico tem lá suas 700 páginas.

    10 – O não me lembro de ter abandonado nenhum livro com mais de 500 páginas. (abandonado mesmo, de chegar no meio da história e falar que não aguentava mais ler aquele troço).

    11 – The Great Hunt, livro 2 da Roda do Tempo, de Robert Jordan, com suas 750 páginas que eu li em 10 dias.

    12 – The Eye of the World, livro 1 da Roda do Tempo, de Robert Jordan, com suas 800 páginas pelas quais eu me arrastei por uns 4 meses. Baita contraste em relação ao segundo livro.

    13 – Os Pilares da Terra, do Ken Follet. 944 páginas de pura maravilha literária. Preciso reler um dia. Preciso fazer uma menção honrosa aqui pra Harry Potter e as Relíquias da Morte também. A saudade foi tanta que alguns livros dessa série são os únicos livros que eu dediquei tempo para reler nessa vida.

    14 – Até hoje só dois livros me fizeram chorar, e o único que se encaixa na categoria calhamaço é O Senhor dos Anéis. Eu li na forma de livros separados, mas dá pra roubar e considerar um só.

    15 – Sempre tenho vários calhamaços na lista. Pra esse ano eu ainda pretendo ler A Floresta, do Edward Rutherfurd (728 páginas), Mundo Sem Fim, do Ken Follet (940 páginas), The Shadow Rising, do Robert Jordan (950 páginas) e Tigana, do Guy Gabriel Kay (676 páginas).

Copyright Agentes do L.I.V.R.O. © 2014-2017