Book unhaul

25 de maio de 2016

Eu geralmente não espero por datas específicas para fazer uma limpa nas coisas que eu tenho e, como mencionei nas minhas resoluções para 2016, resolvi me desfazer de alguns livros que não pretendo reler. A lista ainda não acabou e eu sinto que ainda tenho muitos livros que estão jogados no limbo do esquecimento, nos andares inferiores da minha estante. Queira ou não, manter a estante limpa e organizada é uma tarefa trabalhosa, que toma um tempo que eu não tenho. Então, nada melhor do que encontrar um novo lar para eles, não? Vamos lá.

SAM_1626

Devil’s Trill, do Gerald Elias, é sobre um professor cego de violino aposentado que resolve ajudar a resolver o mistério do sumiço de um Stradivarius. Eu comprei esse livro já faz um bom tempo, bem antes da comunidade Booktuber se popularizar. Ele não é um livro ruim, mas também não é o tipo de coisa que eu achei excepcionalmente bem escrito.

SAM_1627

Lúcifer, O Primeiro Anjo, do Marcelo Hipólito, é um fanfic da Bíblia e tem Lúcifer como protagonista. Sério mesmo. Eu até fiquei meio abismada quando li o sumário dele no Skoob, porque eu a lembrança que eu tenho da história contada nesse livro é BEM diferente.

SAM_1628

90-Day Geisha, da Chelsea Haywood, conta as experiências da Chelsea quando ela trabalhou como hostess no Japão. Para falar a verdade achei esse livro bem interessante. Antes de ler esse livro, eu não sabia muita coisa a respeito das hostess de lá, só imaginava que elas fossem mulheres pagar para conversar e beber com japoneses e… bem, é isso que elas são, mas a Chelsea diz por que isso acontece e os perrengues pelos quais ela precisou passar. É um relato bem bacana sobre aspectos sociais do Japão sob o ponto de vista de uma mulher ocidental. Eu resolvi me desfazer dele porque, por mais bacana que eu tenha achado o livro, eu não pretendo relê-lo.

SAM_1629

Acho que Lua Nova, da Stephenie Meyer dispensa comentários, não? Eu não desgostei completamente da história, mas não pretendo reler este livro, tampouco continuar lendo o resto da série.

SAM_1630

The Manchurian Candidate, do Richard Connor, é um livro que ficou um pouco aquém das minhas expectativas. Eu esperava um livro que seguisse um pouco mais a linha de Apocalypse Now, mas no final de contas ele não chegou nem perto. Ele conta a história de um prisioneiro de guerra que sofreu lavagem cerebral e foi reprogramado para matar o presidente assim que escutasse uma determinada frase. Existe um filme baseado nesse livro, mas a história foi tão mediana para mim que eu honestamente não tenho interesse em assisti-lo.

SAM_1631

Já comentei sobre Divina Comédia, do Dante Alighieri no episódio 27 do podcast e, para quem está lembrado do capítulo, foi uma leitura que eu achei extremamente maçante e que eu definitivamente não pretendo repetir.

SAM_1632

Eu não odeio A Arte da Guerra, do Sun Tzu. Aliás, eu até gosto do livro. Mas eu já tenho outra cópia do livro, com comentários de alguns estrategistas renomados (o que inclui Zhuge Liang e Cao Cao, da época em que a China estava dividida em Três Reinos), então não faz sentido eu ter duas cópias dele.

SAM_1633

Sim, esta é a versão clássica de Drácula, de Bram Stoker. O livro não foi TÃO ruim assim, mas também não foi o meu preferido, então vai ganhar uma casa nova!

SAM_1634

Hagakure, de Yamamoto Tsunemoto pode ser uma fonte história interessante, mas eu honestamente espero que ele não esteja sendo usado como ensinamento por ninguém, porque é um livro BEM conservador para não dizer machista. Não sei por que diabos o mantive na minha estante por tanto tempo.

SAM_1635

Por fim, temos Going Bovine, da Libba Bray, que conta a história de um rapaz que pegou a doença da vaca louca e, juntamente com uma fada, resolve iniciar uma grande aventura em busca da cura para a sua doença. É um livro relativamente rápido e fácil de ler, mas a história não me impressionou.

E estes foram os livros dos quais me livrei. 10 livros não são pouca coisa, mas eu ainda tenho vários livros que seguirão o mesmo destino muito em breve. Veremos!

Copyright Agentes do L.I.V.R.O. © 2014-2017